Vamos falar sobre nós!?

Olá!

Algumas lições podem ser explicadas! Outras ficam melhor quando contadas numa história!

Sou absolutamente fascinado por diálogos; esta arte simples, porém nada fácil, de se conectar com uma outra pessoa, tanto para escutar quanto ser escutado. E já que o convite é para falar sobre nós, que tal nos tornarmos testemunhas oculares do diálogo entre dois amigos?

Boa leitura e reflexões!

Continuar lendo

Armadilhas do Producionismo.

Eu poderia começar essa reflexão com um dos jargões do momento como: “em tempos de pandemia”, ou “em tempos de isolamento e home office”, ou ainda “em tempos de incertezas”; mas o fato é que já faz algum tempo que precisamos falar sobre producionismo, e a maneira como nos tornamos reféns da ideia de produzir mais, o tempo todo.

Continuar lendo

O Paradoxo do “Conflito pela Fuga do Conflito”.

Diante de tantos embates que alimentam discussões acaloradas, e influenciam o rompimento de relações afetivas, inclusive familiares, eis que surge o paradoxo do “conflito pela fuga do conflito”. Algo aparentemente contraditório que, impulsionado pela senso comum de que todo conflito é negativo, desencadeia respostas e reações negativas, às vezes até violentas, exatamente com a justificativa de “não ter mais briga”.

Continuar lendo

Escolha um hobby com propósito!

Em meio aos discursos sobre produtividade e alta performance, sugerir nas mentorias individuais que as pessoas encontrem um hobby parece até controverso. Mas releia o título com atenção, pois a proposta é que se escolha um hobby com PROPÓSITO! Sim, ainda precisamos falar sobre propósito, apesar do conceito já ter sido muito usado, e até gasto, de certa maneira. Persiste a necessidade de explorar melhor seus significados prático. Contudo, vamos começar pela ressignificação de hobby. Continuar lendo

Escolhi a Vida nos Bosques

É fascinante perceber quando aprendemos algo tão valoroso e significativo que se torna impossível agir de maneira diferente daquilo em que se acredita, e que faça bem a alguém, além de nós mesmos. E nesses 40 anos, trago comigo muitos desses aprendizados. Leituras, diálogos e vivências que mudaram minha maneira de existir e ser humano, transformando a prática em ambiente de reflexão. Foi assim que escolhi a Vida nos Bosques. Continuar lendo

Contos Afetivos IV :: Escolhas

Àqueles que escolhem novos
significados para seu caminho.

Já havia um tempo que Celso estava diante do telefone, sentado sozinho na sala que servia como centro administrativo do campo de refugiados. Todos os outros estavam cuidando dos preparativos para o jantar, e a coordenadora havia dado a ele aquela segunda metade da tarde para pensar e se decidir sobre o que faria a seguir. Continuar lendo

Contos Afetivos III :: Compreensão

Àqueles que se esforçam
a fim de compreender.

O avião havia acabado de aterrissar, mas Expedita não tinha pressa em deixar o aeroporto, nem tão pouco para começar a viagem de carro que ainda teria pela frente, em direção ao interior. Enquanto tomava um café expresso no saguão lotado, imaginava apenas que estava muito longe de casa. Continuar lendo

Contos Afetivos II :: Incertezas

Àqueles que seguem na busca.

 

De pé no centro da sala repleta de móveis antigos, testemunhas de um passado de muita prosperidade, ela dirigiu o olhar dos porta-retratos fixados na parede para a ampla janela que lhe permitia ver o pátio da fábrica. Para além daquele espaço aberto, onde transitavam caminhos carregados e pessoas em todas as direções, via-se o parque industrial, com suas altas chaminés que pareciam delimitar o próprio horizonte. Continuar lendo

Contos Afetivos I :: Saudade

Prefácio aos Contos Afetivos

Sempre fui apaixonado pelos diálogos na literatura, assim como na vida real. A força que existe num simples travessão que marca o início de uma pergunta provocativa, ou da resposta insolente, sempre com uma voz própria, torna ideias e reflexões mais próximas. Afinal, já não é apenas com a voz do autor que você pode se identificar, mas com a de múltiplas personagens.

Contar histórias nos ajuda a perceber diferentes perspectivas, e coloca toda pepita de conhecimento num lugar concreto, ainda que no imaginário. Assim será esta série de Contos Afetivos que, esperanço, inspire você nas suas reflexões e na maneira de reescrever sua própria história e diálogos. Continuar lendo

Saímos mesmo diferentes das crises?

Pelo título você pode até pensar: “nossa, mais um texto sobre a crise do Coronavírus”; mas garanto que a reflexão que proponho aqui é atemporal, ainda que a inspiração seja mesmo nosso momento atual, especialmente as frases ditas ou escritas por diferentes pessoas, como: “sairemos diferentes dessa crise”; “veremos muitas mudanças depois do Coronavírus”; ou “as pessoas irão agir diferente depois disso tudo”. Será que saímos mesmo diferentes das crises?  Continuar lendo