A mulher da malinha de mão!

Este texto merece uma breve introdução; especialmente por fazer parte do novo projeto #vidadescrita, ainda em processo de criação.

Há tempos sou apaixonado por histórias de pessoas comuns, como eu e você, desejando descrever aquilo que Eliane Brum poeticamente pôs no título de seu livro: “A vida que ninguém vê”. Esta vida descrita é o que pretendo trazer para minha vida de escrita!

Continuar lendo

Por uma vida mais simples :: Aprendizado

Será que a gente consegue mesmo aprender a viver de maneira mais simples? Depois de conversarmos sobre a dimensão da afetividade, no primeiro texto desta série Por uma vida mais simples, chegou a hora de falarmos sobre aprendizado. Mas afinal, como extrair lições da vida, para tornar a vida mais simples, quando a própria vida parece tão complicada?

Continuar lendo