Uma carta ao futuro…

De Rafael Giuliano em 2020;
Ao sortudo Rafael Giuliano de 2021;

Depois de recomendar este mesmo exercício para tantas pessoas, a fim de provocar novas perspectivas de futuro, decidi eu mesmo lhe escrever esta carta; e se o chamo de sortudo é porque você bem sabe (afinal nós dois temos uma excelente memória) que escrevo de março de 2020, em plena quarentena por causa da expansão do Coronavírus.

Talvez você receba esta carta com estranheza, afinal o que eu poderia contar que você já não saiba. Mas imagino que do lugar de onde você me lê, no final de 2021, eu presumo, tudo o que está acontecendo por aqui no meu presente pode parecer uma realidade muito distante do seu presente; e quem sabe seja exatamente este o ponto em que nós dois podemos nos ajudar: diminuindo esta distância para juntos valorizar nossas experiências e vida.

Fico imaginando, por exemplo, como já deve ter se tornado trivial para você sair de casa para ir ao supermercado, caminhar no centro ou jantar fora, em qualquer dia e horário que quiser; coisas que, você deve se lembrar, não estou podendo fazer por hora. Mas apesar da pequena inveja que admito sentir de você neste momento, esperanço apenas que você esteja vivenciando esta liberdade, assim como outras, da maneira como elas merecem ser vividas. O poder conversar e abraçar as pessoas que amamos, por exemplo.

Nesses dias de quarentena, aqui no meu presente, o pequeno espaço de 26m2 da quitinete (será que você ainda mora nela?) não chega a ser um problema, pois conto com todo o espaço virtual que a internet pode me proporcionar. Aprendi a aproveitar ao máximo esta conectividade; e o mais engraçado foi ter feito uma imensa lista de filmes e livros para aproveitar o “isolamento social”, mas descobri que não precisava estar realmente sozinho. Tenho conversado com muita gente, não apenas do trabalho, mas amigos queridos; alguns com quem não falava há muito tempo e quis saber se estavam bem. Desejo que você esteja aproveitando estes laços de amizade que ficaram ainda mais forte, exatamente durante um período de isolamento físico, mas não social.

Ei, como está nossa bicicleta está bem! Tadinha, nem bem fez um mês que ela chegou e agora está ali, quietinha ao lado da janela. Se houveram dias, nas últimas semanas, em que eu me senti culpado por não pedalar, hoje só posso imaginar como você, aí em 2021, deve estar tirando todo o atraso, e dando cabo (ainda) dos quilinhos que certamente ganhei nestes dias de permissividade culinária. E não me julgue por não poder pedalar e me exercitar nestes dias; cabe a você resolver isso para nós (hahaha)!

No fundo, nem posso reclamar destes últimos dias. Tem sido incrível usar melhor o tempo para ouvir, conversar e cuidar de tantas pessoas. Aliás, cuidar tem sido uma escolha consciente, não uma obrigação. A verdade é que o isolamento me mostrou que poucas coisas, ou nada, pode tirar de nós dois o que temos de mais valioso: nosso propósito; e você sabe do que estou falando…

Por isso escrevo para você, o sortudo Rafael Giuliano 2021; quero ter a certeza que você lembre destes momentos em que eu, você, e tantas outras pessoas fomos privados de várias liberdade, para que no futuro possamos viver isso tudo com ainda mais consciência.

Curta a liberdade de sair, conversar, abraçar, exercitar-se e cuidar das outras pessoas; pois sei que você pode gozar disso aí por termos lutado bravamente aqui.

Nos vemos logo mais…

 

PS: não havia chorado nenhum destes dias, por nenhum tristeza; mas chorei agora, escrevendo para você, só por imaginar como será quando tudo isso passar.

2 comentários sobre “Uma carta ao futuro…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s